HISTÓRIA DA RAÇA

 
 

RESUMO HISTÓRICO DA RAÇA BIEWER YORKSHIRE TERRIER A LA POM PON

 

    No dia 20/01/1984 o casal Gertrud e Werner Biewer, apresentaram na Alemanha os seus Yorks Tricolores, ou seja, Black-white-Gold. Divulgaram então uma nova variação de Yorkshire Terrier, que na verdade foi uma mutação de genes recessivos, entre suas matrizes e padreadores campeões de Yorkshire Terrier. A raça Biewer Terrier começou a ser desenvolvida na Alemanha em 1984, por Werner Biewer, que segundo ele, foi decorrente de uma mutação genética em dois exemplares de uma ninhada de Yorkshire Terrier, cujos pais, tinham pedigree, o que, em tese, atestaria a pureza racial de ambos os filhotes. Por este motivo, o novo Yorkshire Terrier tricolor: preto-branco e dourado teve o nome de Biewer, em homenagem ao casal que se chamava Senhor e Senhora Biewer.

    Os primeiros criadores de Biewers foram Agridesheim e Snnenhof Kennels. O VDH negou a aceitação desses Yorks alegando como cor errada, mais Sr. Biewer insatisfeito pela rejeição recorreu a outra entidade que os reconheceriam como sendo uma raça distinta. A ACH (Allgemeiner der Hundefrende Club Deutschland e.V) foi o primeiro clube a aceitá-los como raça separada com nome de registro sendo Biewers Terrier. Sr Biewer deixou assinado normas de criação e padrão da raça em 1989, mais faleceu em 1997, porém Sra. Gertrud continuou com o programa de melhoramento da raça. Muitas pessoas começaram a recorrer a ela, com um grande interesse na reprodução da raça então, uniu-se a uma antiga amiga do casal Dagmar Przystaw para dar continuidade ao programa de melhoramento da raça.

    Desde quando tudo começou até o ano 2000 os Biewers haviam perdido boa parte da sua popularidade, pois havia muitas discussões e dúvidas sobre a coloração, desde o início viam-se fotos de Biewers com apenas duas cores na cabeça e maior parte do corpo branca, por isso Dagmar Przystaw, juntamente com Sra. Biewer resolveram então oficializar e registrar um critério para as colorações onde ficou determinado que a partir de então seriam aceitos como padrão: (azul/preto, branco e ouro), (azul/preto, ouro), (branco e ouro) em boa simetria.

    Então, em 2009, o Biewer foi reconhecido oficialmente pelo FCI (Federação Canina Internacional).

 

BREVE RESUMO DA ORIGEM DA RAÇA

 

    Nesta ninhada particular, eles produziram um filhote de Yorkie malhado de um gene recessivo. O nome registrado para este filhote de cachorro malhado foi Schneefloeckchen Von Friedheck (floco de neve) Sire: Darling Von Friedheck, um FCI Campeão do Mundo Júnior em Dortmund em 1981 Dam: Fru Fru-von Friedheck, um FCI Mundial Championess Junior em Dortmund em 1981. Gertrud e Werner Biewer acharam esse cachorro muito bonito e começaram um processo de reprodução seletiva para produzir mais filhotes malhado. Gertrud e Werner Biewer nomearam estes Yorkies com marcas brancas "Biewer Yorkshire Terrier à la Pom Pon". Foi a partir destes cruzamentos que o Yorkie Biewer foi desenvolvido.

      A raça foi reconhecida oficialmente em 1989 pelo ACH (Allgemeiner Club der Hundefreunde Deutschland -. ACH e V).

    Hoje Terriers Yorkshire e Biewers são consideradas duas raças diferentes. Contra a vontade de alguns dos clubes Biewer, alguns criadores americanos estão importando Biewers e estão a cruzá-los com Yorkshire Terriers e chamando-os Yorkies Biewer. 

 

ORIGEM DA RAÇA GENÉTICAMENTE FALANDO

A - gene dominante

a - gene recessivo

Possíveis combinações:

Yorkshire (AA) x Yorkshire (AA) = 100% dos filhotes Yorkshire (AA)

Yorkshire (Aa) x Yorkshire (AA) = 50 % dos filhotes Yorkshire (AA) + 50 % dos filhotes Yorkshire gene recessive para Biewer (Aa)

Yorkshire (Aa) x Yorkshire (Aa) = 25 % dos filhotes Yorkshire (AA) + 50 % dos filhotes Yorkshire gene recessive para Biewer (Aa) + 25% filhotes Biewer (aa)

Biewer (aa) x Biewer (aa) = 100% dos filhotes são Biewers 

 

    Um reprodutor híbrido que mistura o Biewer e os Yorkshires, "Não podem haver Biewers e os filhotes de coloração de um Yorkshire Terrier em uma marca única, mas apenas na geração F2. Na geração F1, se você produzir um Biewer e um Yorkshire, você só terá filhotes de cachorro Yorkshire de cor (preto e castanho). Se você mantiver um cão e esta raça for original, um Biewer (Biewer terceira geração) terá Biewer e os filhotes Yorkshire. Novamente, se você mantiver um cachorro, não importa se Yorkie ou Biewer, esta raça é novamente para um Biewer você terá filhotes Biewer.

 

 

         

    No caso de ¨Darling Freidheck ¨ e  ¨ Fru Fru Freidheck ¨, pode-se concluir que ambos eram heterizigotos, ou seja, yorks na aparência mas possuidores do gene recessivo para o biewer (Aa).